ArtigosCoaching

Conserte suas asas, saia da gaiola e voe!

Quantas vezes não nos perguntamos, por que me sinto tão presa? Por que não consigo sair do ponto em que estou em busca de algo que me dê mais satisfação e felicidade? Por que as pessoas que me rodeiam não me compreendem ou são falsas e fingidas?

 

É difícil encontrar respostas para estas perguntas se ficarmos paradas olhando para nossas asas quebradas e sentindo pena de nós mesmas, esperando que o mundo ao nosso redor se compadeça de nossa dor. Esquece! Isto não vai acontecer. Não porque o mundo é ruim, as pessoas são falsas, distantes ou alienadas. Isto não vai acontecer porque você talvez ainda não tenha compreendido a lição que precisa aprender com elas na sua vida.

 

Uma asa quebrada não é nada, se comparada com a prisão emocional de se contentar em ficar com ela doendo sem pedir ajuda. Às vezes nos enganamos com as pessoas, mas se for analisar bem a situação de quando isto acontece, pode reparar, é porque tínhamos nos focado tanto na asa quebrada que não notamos o valor de toda a experiência. Uma prova de mudança de nível e o meio para termos a coragem de colocar os ossinhos dela no lugar para que se cure.

 

Mas sabe qual é o cerne do problema? É se contentar em ser pardal, em vez de águia. 

 

Alguma vez você já parou para pensar que pode estar deixando de voar com asas de águia, por se sentir apenas um pardal que vive de pequenas migalhas caídas pelo caminho?

 

A construção da autoconfiança passa por muitas fases, mas você pode acreditar que se você nunca tentar, nunca saberá que novos voos suas asas podem aguentar. Como você acha que pode mudar algo na sua vida ao se contentar em viver dentro de uma gaiola emocional? Por não aceitar que em alguns momentos nós definitivamente precisamos de ajuda!

 

Pedir ajuda não é nenhum demérito, é busca por crescimento! Crescer dói, os ossos obrigam nossos músculos a se esticarem. Tudo muda quando optamos por um novo caminho, diferente daquele que vínhamos seguindo. O lindo da vida é isso! Lutar e abrir novas possibilidades. A dureza é só você sair da onipotência de ser a vítima do mundo e mudar do papel de sofredora para o de transformadora.

 

Tudo o que vivemos na vida é para gerar mudança no mundo. A começar por nós. Nós somos o ponto de partida para uma vida nova e plena de amor.

 

Amor e medo jamais ocuparão o mesmo lugar no espaço-tempo. Aprenda a amar a si mesma e o seu oponente vai desaparecer. Repudie a agressão, o desrespeito, afaste-se de pessoas tóxicas, mas perdoe o seu estado insano porque ele é temporário. Todos têm um ponto de luz em sua essência. Ao perdoar o seu desafeto, você aumenta o seu próprio potencial de luz e a capacidade de acender até uma lamparina apagada.

 

Ao fazer isso, o universo vai entender que você aprendeu a lição que é a mesma para todos nós. Ao substituir o medo pelo amor, os cenários da ilusão se desfazem e esgotam o carma e o vazio da alma renascida.

 

Faça Seu Céu Brilhar

Seja a LUZ que ilumina o caminho da sua MISSÃO